Lula participa de evento e critica a Justiça Eleitoral

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou hoje (8) pela primeira vez de um ato político de apoio à candidatura de Dilma Rousseff (PT) desde que ela deixou o governo, há nove dias, e criticou a Justiça Eleitoral. Na abertura do encontro do PC do B, Lula afirmou que ninguém pode ficar esperando, a cada eleição, mudanças na lei e garantiu que fará "campanha na rua" para Dilma.

AE, Agência Estado

09 de abril de 2010 | 00h06

"Não podemos ficar subordinados, a cada eleição, ao juiz que diz o que a gente pode ou não fazer", discursou Lula, que cancelou reunião com a Comissão de Ética da Presidência para ir ao ato de apoio do PC do B à ex-ministra da Casa Civil. "Não podemos permitir que nosso destino fique correndo de tribunal para tribunal."

Dilma usou o tema da educação para atacar o ex-governador de São Paulo, José Serra, pré-candidato do PSDB ao Palácio do Planalto e reiterou que é preciso impedir o retorno das "forças do atraso" e do lobo em pele de cordeiro. "Jamais colocaremos a polícia nas ruas contra os professores", garantiu, aplaudida por cerca de 1,5 mil manifestantes, numa referência velada ao confronto da polícia com os professores estaduais, que estão em greve.

Tudo o que sabemos sobre:
LULAJUSTIÇA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.