Lula: 'Nunca se investiu tanto em infraestrutura na história deste País'

Presidente convidou os participantes do Fórum Urbano Mundial a visitar as favelas do Rio de Janeiro

Adriana Chiarini e Luciana Nunes Leal, da Agência Estado

22 de março de 2010 | 12h39

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva convidou os participantes do Fórum Urbano Mundial a visitar as favelas do Rio de Janeiro e de outras cidades do País para ver o investimento que está sendo feito em infraestrutura urbana e saneamento. O presidente aconselhou porém: "Não se embrenhem em lugares que vocês não conhecem. transitem por lugares normais e nada vai acontecer". A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, acompanha o presidente.

 

Veja também:

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifSerra reclama de falta tempo para inaugurar obras

https://www.estadao.com.br/estadao/novo/img/icones/mais_azul.gifAntes de deixar governo, Aécio dá aumento a servidores

 

De acordo com Lula, a imagem mais digna que um político pode deixar não é um viaduto com o nome dele, "mas é uma criança podendo brincar na rua sem estar pisando em esgoto a céu aberto". Segundo Lula, "nunca se investiu tanto em infraestrutura urbana na história deste País".

 

Lula destacou também que o governo busca equilíbrio entre crescimento econômico, distribuição de renda e melhoria da qualidade de vida. "Estamos muito longe do que queremos, mas fizemos muito mais do que muitos esperavam", afirmou.

 

O presidente foi aplaudido ao concluir o discurso afirmando que "a coisa mais barata e simples que o governo tem que fazer é cuidar da parte mais pobre da população". Lula disse ainda que nos primeiros dois meses de 2010, a Caixa Econômica Federal (CEF) já emprestou mais do que durante todo o ano de 2005. O Fórum Urbano Mundial recebeu 20 mil inscrições de acordo com a diretora executiva de assentamento urbano da ONU, Anna Tibaijuka.

 

Agenda

 

Os candidatos estão a todo o vapor nesses dias que antecedem a desincompatibilização do cargo. Além de estar no Rio com Lula, Dilma tem uma agenda cheia até deixar o ministério. Já o governador de São Paulo, José Serra (PSDB) também está cheio de compromissos. Ele deve anunciar bônus aos professores, ir a Campinas inaugurar um centro de reabilitação e também anunciar investimentos no Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaFórum Urbano MundialfavelasRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.