Lula nega qualquer divergência entre ele e Dilma

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou na noite desta quinta-feira, 13, em seminário em homenagem aos 10 anos do PT no poder, em Curitiba, que não há diferenças entre ele e a presidente Dilma Rousseff. "Na hipótese de eu divergir da Dilma, se um dia eu divergir, ela vai estar certa, e eu estou errado", brincou, arrancando aplausos e risos de uma plateia de petistas.

CARLA ARAÚJO, Agência Estado

13 Junho 2013 | 22h08

Ele voltou a afirmar que a oposição está enfraquecida. "Eles não têm programa, eles não têm proposta", reforçou. Segundo o ex-presidente, por conta das críticas que os opositores fazem à economia, "seria melhor" que lançassem um economista como candidato. "É só eles pegarem um analista político deles, que baba de ódio pelo governo e colocar como candidato", sugeriu.

Lula também fez comentários a respeito da cobertura da imprensa. "Nós nunca brigamos e nem vamos brigar (com a imprensa). Só gostaríamos que eles destacassem esses anos do governo do jeito que eles são."

Mais conteúdo sobre:
Lula Dilma

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.