Lula nega articulação para terceiro mandato

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a negar hoje, na Bahia, a possibilidade de uma articulação para que permaneça por mais quatro anos no cargo de presidente. Ao contar que foi abordado por jornalistas sobre o assunto no sábado, ele disse ter sido pego de surpresa. "Pensei que ia ser uma pergunta sobre meu aniversário", disse. "Democracia é bom demais e a gente não pode brincar com ela nos países da América Latina", emendou. Lula disse ainda que não deve fazer comentários sobre este assunto para não "palpitar" no mandato de seu sucessor. Ainda assim, ele lembrou que é defensor da tese de que o País deveria adotar um mandato presidencial superior a quatro anos sem reeleição. Lula anunciou hoje investimentos em obras como a ferrovia Oeste-Leste e o novo aeroporto de Ilhéus, na Bahia. Outra medida divulgada foi a revitalização de mais um trecho da BR-101 no território baiano. Lula esteve acompanhado por diversas autoridades, entre elas o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), e o ministro de Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.