Lula não vê obstáculo em CPI dos cartões, diz Planalto

Na reunião de coordenação políticadesta segunda-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silvadisse que não vê problemas na instalação de uma CPI mista parainvestigar os gastos com cartões corporativos. Para o presidente, a CPI não é obstáculo ao governo, deacordo com informação do Palácio Planalto. O ministro José Múcio (Relações Institucionais) fez umrelato ao presidente sobre o tratamento que o governo vem dandoàs denúncias de gastos suspeitos com os cartões corporativos. Deu explicações também sobre o acordo desta segunda-feiraentre governo e oposição no Congresso para a criação de uma CPImista (na Câmara e na Senado) que irá investigar o uso dosrecursos por cartões nos governos Lula e Fernando HenriqueCardoso. Na economia, o ministro Guido Mantega (Fazenda) reafirmouao presidente Lula que o país está preparado para uma possívelcrise recessiva norte-americana. Além de Lula, Múcio e Mantega, participaram da reunião, quelevou uma hora e meia, os ministros Dilma Rousseff (CasaCivil), Franklin Martins (Comunicação Social) e Paulo Bernardo(Paulo Bernardo). Antes do encontro, o presidente, em seu primeiro dia detrabalho após descansar no Guarujá (SP), gravou umpronunciamento que irá ao ar em cadeia de rádio e TV nestanoite e que tratará sobre o início do ano letivo. (Reportagem de Carmen Munari; Edição de Mair Pena Neto)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.