Lula não vê novidade nas denúncias de Silvio Pereira, diz Pimentel

O prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), disse nesta segunda-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva considerou, a princípio, que não há "nada de novo" nas declarações do secretário-geral do PT, Silvio Pereira, e que elas não têm força para "mudar o curso das coisas". Pimentel teve um rápido encontro com Lula no domingo à noite, na Base Aérea da Pampulha, na capital mineira, minutos antes de o presidente viajar de volta a Brasília. Lula passou o final de semana no sítio do ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia, em Santo Antônio do Leite, distrito de Ouro Preto (MG)."O presidente acha que não tem nada de novo nas declarações do Silvio. É tudo o que já tinha sido dito antes", observou o prefeito petista, que descreveu um Lula "tranqüilo e muito sereno". "Ele acha que como é um ano eleitoral tudo vai ter muita exploração, principalmente por parte da oposição. Mas ele não vê nenhuma novidade. Nada que possa mudar o curso das coisas". Pimentel afirmou que avalia da mesma forma a entrevista concedida por Pereira ao jornal O Globo. Para ele, o ex-dirigente petista está "vivendo um momento de muita angústia pessoal". "Um processo talvez de reconhecimento dos erros que ele cometeu. Ele deu essa entrevista, que pode não ser oportuna. De fato, no momento não recomendava falar nada, mas não tem nada de novo no que ele falou".Na opinião do prefeito de Belo Horizonte, as declarações de Pereira não comprometem Lula. "O que ele falou ali é sabido por todos. Ele falou que o presidente Lula tinha uma influência muito grande no PT. Não só tinha como continua tendo, haja vista o papel do presidente nesse encontro recente do PT nacional. Isso não é nenhuma novidade", disse. Segundo Pimentel, não há nenhuma ligação do presidente com os esquemas de corrupção e desvio de dinheiro que foram levantados pela CPI dos Correios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.