Lula 'não vai ficar batendo boca' com FHC, diz Dutra

Presidente do PT fez declaração após deixar reunião da cúpula de campanha de Dilma

Tânia Monteiro, da Agência Estado,

15 de outubro de 2010 | 12h44

BRASÍLIA - O presidente do PT, José Eduardo Dutra, disse nesta sexta-feira, 15, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva "não vai ficar batendo boca" com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em resposta ao convite realizado na quinta-feira pelo ex-mandatário para a realização de um encontro entre os dois. Por outro lado, Dutra disse considerar interessante que a campanha da oposição venha para discussão de propostas.

 

Veja também:

link Relembre: FHC desafia Lula a debater 'cara a cara'

link Dutra discorda da avaliação de que Dilma estaria mais agressiva

 

Dutra fez a declaração na saída da reunião com Lula e a cúpula da campanha da presidenciável Dilma Rousseff (PT). Também participaram do encontro de quase uma hora e meia realizado no estúdio de gravações para a campanha de Dilma, em Brasília, o deputado José Eduardo Cardozo (SP), e o deputado Antonio Palocci (SP).

Após o término do encontro, os três coordenadores da campanha de Dilma saíram do local, enquanto o presidente Lula permaneceu fazendo gravações para a candidata.

 

Na quinta-feira, FHC chamou Lula para um debate depois das eleições, dizendo que queria ouvir as palavras dele cara a cara. O ex-presidente pediu a Lula que, quando "perder o monopólio da verdade", realize esse encontro com ele.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.