Lula não descarta aliança com PMDB

O presidente de honra do PT, Luís Inácio Lula da Silva, disse que o partido não descarta alianças políticas com o PMDB, seja para eleições estaduais ou federais. "Por isso mesmo ainda não posso me lançar como um candidato à presidência. Se é para termos aliados, temos que discutir nomes em comum para os partidos, senão teremos apenas apêndices", disse. Ele comentou, ainda, que não vê nenhum mal em aliança com o PMDB. "Existem vários membros do PMDB. O partido não se faz só de um Jader Barbalho. Podemos ter aliados na Paraíba e em Minas, onde, sabidamente, o PMDB existente está bastante descontente com a aliança do partido com o governo de Fernando Henrique Cardoso", comentou Lula. Ele descartou, no entanto, qualquer aproximação com o senador Andtônio Carlos Magalhães (PFL) em torno de uma composição oposicionista ao atual governo. "Qualquer denúncia que ele faça é bem-vinda e será analisada pelo partido, porque somente quando o poder se rompe é que temos condições de saber os podres que existem por lá. Mas não há qualquer aproximação do PT com ACM", disse Lula.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.