Lula mostra mediocridade ao elogiar economia, diz oposição

Oposicionistas na Câmara dos Deputados criticaram a declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que a política econômica do País é "um sucesso". Lula afirmou que esse sucesso "blinda" os integrantes da equipe econômica, que não deverá ser alterada na reforma ministerial. Na avaliação do líder do PSDB na Câmara, Antonio Carlos Pannunzio (SP), o presidente mostrou a "mediocridade" do governo ao considerar positiva uma política econômica que permite um crescimento de apenas 2,9% do Produto Interno Bruto (PIB)."O presidente Lula acha que é um sucesso crescer 2,9%, o segundo pior crescimento do hemisfério e abaixo da média mundial. Tanta mediocridade é o governo do presidente Lula!", afirmou o líder tucano. Pannunzio disse que fica temeroso pelo destino do País, já que o presidente entende que a política econômica é um sucesso. "É deplorável. O presidente Lula mostra que o nível de compreensão dele é diferente do da média dos brasileiros", afirmou.O líder do PFL, deputado Onyx Lorenzoni (RS), responsabilizou a equipe econômica pelo crescimento de 2,9% do PIB em 2006, índice inferior ao dos países emergentes. "Essa equipe é tão boa que, entre os países da América Latina, o Brasil só cresceu mais do que o Haiti", ironizou o pefelista. Lorenzoni afirmou que, com a política econômica adotada pelo governo, não há como o País prosperar. Ele citou a carga tributária, que considerou "a mais alta entre os países emergentes", e a taxa de juros "recorde" como integrantes dessa "fórmula do mal"."A equipe econômica só é boa aos olhos do presidente da República, que faz planos e anúncios, mas tem a incapacidade de transformar boas intenções em resultados", criticou Lorenzoni. "São ótimos na retórica, mas uma tragédia na execução de qualquer coisa", completou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.