Ed Ferreira|Estadão
Ed Ferreira|Estadão

Lula liga para Temer e defende conversa entre PT e PMDB

Tentativa de aproximação do petista com o PMDB ocorre em meio ao distanciamento de setores da legenda e dos avanços do processo de impeachment da presidente Dilma no Congresso

Erich Decat, O Estado de S.Paulo

16 de março de 2016 | 17h32

BRASÍLIA - Logo após ser oficializado novo ministro da Casa Civil, o ex-presidente Lula procurou na tarde desta quarta-feira, 16, o vice-presidente da República, Michel Temer, por telefone.

O vice, que acumula a presidência do PMDB, está desde terça-feira em São Paulo, onde realiza “agenda pessoal”. Na conversa, segundo relatos, Lula informou a Temer que estava assumindo uma “nova missão” e defendeu uma conversa entre o PT e o PMDB.

Um encontro pessoalmente entre os dois deve ocorrer apenas na próxima semana.

A tentativa de aproximação de Lula com o PMDB ocorre em meio ao distanciamento de setores da legenda e dos avanços do processo de impeachment da presidente Dilma no Congresso.

Integrantes da cúpula do partido no Senado, considerados como fiéis da balança na discussão do afastamento da presidente, têm afirmado desde o início da semana que Temer e o PMDB estão prontos para assumir o comando do País, caso ocorra o impeachment da presidente.

Nessa terça-feira, Lula também ligou para o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). O ex-presidente queria saber se o peemedebista apoiaria sua nomeação .

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.