Lula libera R$ 30 milhões para obras do metrô em Brasília

Ao lado dos governadores do DF e de GO, presidente assinou convênios para liberar mais recursos para região

LISANDRA PARAGUASSU, do Estadão, Agencia Estado

28 de agosto de 2007 | 13h23

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva informou nesta terça-feira, 28, a liberação de R$ 30 milhões para a conclusão das obras do metrô de Brasília e assinou convênios para a liberação de recursos para a duplicação de estradas, para a força nacional de segurança e para as polícias locais. Lula estava acompanhado dos governadores do Distrito Federal, José Roberto Arruda, do PFL, e de Goiás, Alcides Rodrigues, do PP.   Após sobrevoar, de helicóptero, a região do Entorno do Distrito Federal, com os dois governadores, Lula afirmou que o governo tem que trabalhar mais pelas pessoas mais pobres. "Tem gente que não precisa do governo. Tem casa, tem carro, tem plano de saúde. Agora tem uma parcela da população que não tem nada. É essa que precisamos ajudar", afirmou ele, em discurso na Ceilândia, cidade satélite de Brasília. O presidente reconheceu que o Entorno "é muito pobre e parece que sempre foi esquecido".   Lula disse que é preciso que os governos do DF e de Goiás e o governo federal trabalhem juntos, independentes dos partidos políticos dos governantes. "Temos que trabalhar em conjunto. É o único jeito de melhorar a vida do povo e não repetir os erros do passado. Não quero saber qual o partido do Arruda e é bom ele também não ficar preocupado com o partido que sou", disse. No discurso, prometeu que não faltará dinheiro para Brasília e Goiás. E acrescentou: "a gente não pode ficar com eleição na cabeça; nossa obrigação é governar".  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.