Lula lamenta mortes, mas diz que programa espacial continua

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou, por intermédio de seu porta-voz, AndreSinger, a morte dos funcinários da Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão. Ele afirmou que País manterá seus programas espaciais. "O programa espacial brasileiro, um importante projeto científico e tecnolígico de nosso País, está hoje de luto", afirmou Singer. "Neste momento em que o Brasil presta hmenagem aos trabalhadores da Base de Alcântara, o governobrasileiro quer reafirmar a sua dispos ição de prosseguir no esforço de dotar o Brasil de uma tecnologia espacial própria", disse. Ao ser indagado sobre o número exato de mortos, Andre Singer disse que foram 19, corrigindo depois para 16, número divulgado peloministro da Defesa, José Viegas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.