Lula ironiza intelectuais e elogia folclore popular

Antes de deixar hoje o Amazonas rumo a Brasília, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou rapidamente com a imprensa, dizendo que o Festival Folclórico de Parintins, do qual ele participou na noite de sábado, "é um banho de cultura".Durante a festa, que reuniu mais de 25 mil pessoas, segundo os organizadores, o presidente ironizou os intelectuais que vêm criticando seu governo. "Os intelectuais têm muito a aprender com a criatividade que nasce da cultura popular, que é rica, inteligente e irreverente ao mesmo tempo", afirmou. O presidente ficou na festa até às 3 horas da madrugada.No aeroporto Júlio Belém, em Parintins, Lula recebeu de um artista da cidade um quadro com o seu rosto e prometeu voltar no próximo ano e levar autoridades de outros países para conhecer a festa. "Volto no próximo ano para participar novamente da festa. O festival ressalta o que há de mais excepcional da cultura da Amazônia. Quero ver se em 2004 trago mais gente de outros países e mais autoridades", afirmou. O presidente lembrou ainda um dos seus slogans de campanha, afirmando "que um povo que é capaz de fazer no coração da floresta Amazônica o show que o povo de Parintins fez ontem não tem de ter medo do futuro nem medo de ser feliz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.