Lula irá à Câmara com uma comitiva de cerca de 100 pessoas

O roteiro da solenidade especial, marcada para esta tarde, em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva entregará as propostas de reforma tributária e previdenciária ao Congresso Nacional prevê que Lula chegará acompanhado do vice-presidente José Alencar, de ministros, prefeitos de capitais, governadores e integrantes do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, formando uma comitiva de aproximadamente 100 pessoas. Lula e comitiva serão recepcionados pelo presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), e pelo presidente do Senado e do Congresso Nacional, José Sarney (PMDB-AP), no início da rampa de acesso ao salão negro, em frente ao gramado do Congresso. Logo depois, seguirão para o plenário da Câmara. Na mesa diretora dos trabalhos, estarão o presidente Lula, o vice José Alencar, o deputado João Paulo e o senador José Sarney. Às 16h o presidente da Câmara abrirá o ato solene. João Paulo presidirá os trabalhos, uma vez que a tramitação das reformas de emenda constitucional do Executivo começa pela Câmara. Em seguida, conforme o protocolo, o presidente Lula entregará os textos das propostas de reformas constitucionais ao presidente da Câmara, que passará a palavra ao senador José Sarney que discursará. Em seguida, João Paulo fará o seu discurso e depois será a vez do presidente Lula. Em seguida, João Paulo encerrará o ato solene.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.