Lula intima Legislativo a eleger seus candidatos, diz Maia

O prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia (PFL), voltou a atacar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva por meio de seu boletim eletrônico de análise política "Ex-Blog". Na edição desta terça-feira, Maia afirmou que Lula quer escolher os presidentes da Câmara e do Senado e insinuou que ele estaria quase intimando o poder Legislativo. "Semana passada, ele disse que vai esperar as eleições para presidente da Câmara e do Senado para definir seu ministério", disse Maia. "Ou seja, se o poder Legislativo não eleger quem ele quer para presidir as duas casas, ele não vai distribuir cargos para sua base", concluiu. O pefelista afirmou que essa ação é "uma invasão de competências institucionais do Legislativo" e remeteu à Constituição para considerar o ato como um "crime de responsabilidade do Presidente da República". Como exemplo, Maia citou um trecho da Lei nº 1.079: "São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentarem contra a Constituição Federal, e especialmente contra o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário e dos poderes constitucionais dos Estados". Para finalizar, o prefeito do Rio de Janeiro ressaltou que Lula deve "tomar cuidado". De acordo com Maia, "a paciência e a boa vontade da oposição relativa ao ano ´mensalônico´ de 2005 podem acabar".

Agencia Estado,

05 Dezembro 2006 | 11h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.