Lula ignora manifestação e elogia governador tucano

Os funcionários do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) tentaram por três vezes interromper o discurso do presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante inauguração do Centro Odontológico Sérgio Arouca, em Sobral. Eles gritaram palavras de ordem "senhor presidente, eu não aguento, ter de fazer greve para ter um aumento". O presidente ignorou os protestos e aproveitou seu discurso para elogiar o governador do Ceará, Lucio Alcântara (PSDB). Apesar de serem de partidos diferentes, Lula disse que Alcântada sempre o tratou com dignidade excepcional e respeito.Lula defendeu a necessidade de ampliação dos investimentos em saúde bucal. Ao inaugurar o Centro Odontológico Sérgio Arouca, em Sobral, o presidente lamentou o fato de a saúde bucal nunca ter sido prioridade no País. "A boca nunca nunca foi tratada como deve ser tratada", afirmou acrescentando que no Brasil tratamento dentário "é coisa de rico". E acrescentou: "Rico começa (a tratar dos dentes) quando tem dente de leite; pobre vai ao dentista quando dói muito ou quando o dente cai". Lula classificou como "um absurdo" o fato de existir "fazendeiro que coloca prótese em suas vacas, enquanto tem meninos de 14 anos, no Nordeste, que não podem sorrir porque perderam os dentes". O presidente elogiou o programa de apoio à saúde bucal desenvolvido em Cuba. "Lá as crianças andam com aparelhos nos dentes, qualquer criança pode colocar aquilo nos dentes", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.