Lula faz reunião preparatória do Conselho Político

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva faz hoje uma reunião preparatória do Conselho Político do governo, formado pelos presidentes dos partidos aliados. A promessa de convocar o Conselho Político vem desde o início do governo, mas desta vez, o presidente está determinado a pôr em funcionamento essa instância de consultas. A decisão coincide com o anúncio do novo salário mínimo de R$ 260,00, que provocou reações negativas entre os partidos aliados no Congresso.O reajuste deve ocupar o debate político da semana e os aliados do Planalto estarão em campo para conter eventuais iniciativas de alterar a Medida Provisória (MP). A orientação é manter o aumento real de 1,2% previsto na MP para preservar a posição do presidente Lula. ?Ninguém mais do que o presidente Lula procurou outras fontes para dar um aumento maior?, afirmou o vice-líder do governo, deputado Beto Albuquerque (PSB-RS). Ele informou também que, esta semana, será feito um mutirão para limpar a pauta da Câmara, bloqueada com oito MPs. ?Não vamos tolerar mais dissidências e queremos a unidade da base?, continuou o deputado, acrescentando que haverá sessões deliberativas na terça e quarta-feiras. Ele espera que, depois do jantar do presidente Lula com o PTB e do café da manhã com o PP, na semana passada, esses dois partidos deixem de fazer obstrução e colaborem com o governo.Além do salário mínimo, outro assunto das reuniões de bancadas será a emenda constitucional permitindo a reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado. A proposta será votada amanhã na Comissão Especial da Câmara e a expectativa dos líderes é de que será aprovada, deixando o principal embate político para a votação em plenário. Hoje, o líder do PMDB, deputado José Borba (PR), vai se reunir com setores do partido em busca de uma posição equilibrada, já que a Executiva Nacional rejeitou a proposta a pedido do líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros. A decisão da direção nacional provocou um confronto entre Calheiros e o presidente do Senado, José Sarney.Está prevista uma outra reunião da Executiva Nacional do PMDB esta semana para discutir recurso do senador João Alberto (PMDB-MA), do grupo de Sarney, que pediu posicionamento do Conselho Nacional do partido sobre a reeleição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.