Lula faz comício para tentar resgatar PT em Campinas

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva faz comício nesta sexta (28) em Campinas, maior colégio eleitoral do interior de São Paulo, reduto em que o PT enfrenta séria crise. O candidato do partido à prefeitura, Márcio Pochmann, aparece nas pesquisas em terceiro lugar, muito distante do primeiro colocado, Jonas Donizete, do PSB, cotado para vencer no primeiro turno. O coordenador da campanha petista na cidade, Renato Simões, garante que Pochmann já teria ultrapassado o segundo colocado nas intenções de voto, o atual prefeito Pedro Serafim, do PDT, e estaria em condições de provocar o segundo turno.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

27 de setembro de 2012 | 15h53

Simões esteve com a equipe do ex-presidente nesta quinta, no Instituto Lula, na capital, para definir detalhes da agenda. Lula subirá num carro de som na Praça Rui Barbosa, no centro, e seguirá até o terminal central, onde deve fazer discurso de apoio a Pochmann. O candidato foi indicado pelo ex-presidente, preocupado em desvincular o PT do escândalo de desvio de recursos que levou à cassação do mandato do petista Demétrio Vilagra em 2011. Vilagra assumiu a prefeitura na condição de vice do ex-prefeito Hélio de Oliveira Santos (PDT), cassado pelo mesmo motivo.

O PT participou da administração da cidade em três mandatos. Em 1990, Jacó Bittar foi eleito prefeito, mas rompeu com o partido antes de terminar o mandato. Antonio da Costa Santos, o Toninho do PT, eleito em 2000, estava no oitavo mês de governo quando foi assassinado em 2001 - sua vice Izalene Tiene, assumiu e exerceu o cargo até 2004. O PT voltou à prefeitura em 2011 com Villagra e agora tenta eleger Pochmann.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012CampinasLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.