Lula fará campanha a partir de março, diz Haddad

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que pretende entrar firme na campanha para a sucessão da prefeitura de São Paulo já em março, quando deverá ter encerrado o tratamento médico contra um câncer na laringe. A informação é do ministro da Educação e pré-candidato do PT a prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, que nesta manhã concedeu entrevista à rádio Estadão ESPN.

GUSTAVO URIBE E DAIENE CARDOSO, Agência Estado

19 de dezembro de 2011 | 12h00

O ministro disse ter conversado neste fim de semana com o ex-presidente e que Lula está forte e confiante na cura da doença. Haddad afirmou que em janeiro o ex-presidente enfrentará um momento difícil por causa das sessões de radioterapia previstas em seu tratamento. "Mas Lula disse que podemos contar ele a partir de março", destacou.

O ministro refutou avaliações de que o PT entrará dividido na disputa municipal por conta da falta de uma eleição interna para a escolha do candidato. Segundo ele, a sigla está unida, inclusive com o apoio da senadora Marta Suplicy (PT-SP), que também desejava disputar a sucessão do prefeito Gilberto Kassab (PSD) em 2012.

Marta, segundo Haddad, pediu para avisar ao PT municipal que estará à disposição para contribuir na eleição municipal. O ministro disse esperar "100%" de engajamento da senadora na campanha petista de 2012.

Tudo o que sabemos sobre:
LulaHaddadeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.