Lula fará acompanhamento mensal da execução do orçamento

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai acompanhar pessoalmente a execução orçamentária da União, informou o ministro da Ciência e Tecnologia, Eduardo Campos. Lula receberá relatórios mensais do ministro do Planejamento, Guido Mantega, sobre a execução financeira do orçamento. Com esses relatórios, disse Campos, o presidente vai poder cobrar de forma permanente a realização do orçamento em todas as áreas do governo. No briefing oficial, o chanceler Celso Amorim disse que não havia tido cobrança do presidente Lula.O ministro afirmou que essa forma de gerenciar do presidente é "sem sombra de dúvida uma pressão sobre a máquina, uma pressão sobre cada um de nós". Ele disse que essa pressão, os ministros repassaram às suas equipes para que haja uma realização orçamentária diferente do passado, quando o Estado brasileiro só gastava no segundo semestre enquanto, no primeiro semestre, juntava recursos e gastava praticamente com a folha. Os gastos com investimentos ficavam para o segundo semestre.Ele destacou que o Estado brasileiro tem um papel importante para o crecimento da economia. "Qual o papel? A capacidade dele de gastar na área de investimentos", disse. Campos contou que, na reunião ministerial, o presidente Lula destacou que a execução orçamentária está bem melhor que em governos passados, mas disse que essa velocidade pode ser melhorada. Por isso, o presidente vai acompanhar a execução. "Vamos priorizar os investimentos e buscar inclusive recursos em custeio que possam significar investimento", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.