Lula evita responder sobre agressão contra Serra

Presidente participou de cerimônia em Brasília para comemorar o Dia do Aviador

Tânia Monteiro, da Agência Estado,

22 de outubro de 2010 | 12h17

BRASÍLIA - Ao contrário de ocasiões anteriores, quando deu declarações à imprensa para criticar a campanha do candidato à Presidência José Serra (PSDB), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não quis falar nesta sexta-feira, 22, com os jornalistas depois de participar de cerimônia comemorativa do Dia do Aviador, na Base Aérea de Brasília. Perguntado se teria se precipitado ao afirmar que Serra teria sido atingido na quarta-feira, 20, por uma bolinha de papel, Lula sorriu, acenou e foi embora.

 

Veja também:

som Ouça o relato da repórter do 'Estado' sobre a confusão no Rio

 

Novas imagens divulgas na quinta-feira, 21, à noite mostram que Serra foi atingido por outro objeto, mais pesado, além da bolinha de papel, que o presidente se referiu. Durante a cerimônia desta sexta-feira, foi lida mensagem presidencial em comemoração ao dia do Aviador. Nela, Lula enalteceu o trabalho das Forças Armadas e disse que, ao assumir a Presidência, constatou a importância do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.

Ele agradeceu também a presteza dos militares durante o seu mandato e fez um balanço das medidas que adotou para beneficiar as Forças Armadas. Entre elas, o aumento "significativo" da infraestrutura, recomposição dos quadros, criação da estratégia nacional de defesa e reordenamento do Ministério da Defesa. No final da cerimônia, Lula posou para fotografias e permaneceu ao lado do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.