Lula evita polemizar com Pratini

O presidente de honra do PT, Luis Inácio Lula da Silva, não quis entrar em polêmica com o ministro da Agricultura, Pratini de Moraes, que o acusou de tomar uma posição contra a produção agrícola brasileira por defender os subsídios franceses. "Eu não vou responder ao Pratini de Moraes", disse, quando chegou à capital portuguesa, para uma visita de quatro dias.No aeroporto, Lula também negou que vá se encontrar com o bispo Edir Macedo quando chegar no Brasil. "Eu vi pela imprensa. Mas a imprensa não marca jantar nem almoço para mim. Eu estou com minha agenda no carro e até o dia 28 de novembro eu não tenho nenhum encontro com o bispo Edir Macedo. Portanto, alguém marcou sem me avisar", disse, irônico.Lula também desmentiu que estaria tentando um acordo com a Universal: "Um partido político, ou alguém que queira se candidato num país, não faz acordo com igreja. Até porque nós achamos que um partido tem que ser laico. O partido é ecumênico, tem que conviver com todas as religiões. Nós respeitamos e admitimos que um pastor, um padre ou um bispo aja como cidadão comum no dia da eleição e vote. Mas a igreja, enquanto instituição, é apolítica, apartidária. Então, não tem sentido fazer acordo com igrejas".Atentado Em relação aos atentados nos Estados Unidos, o presidente de honra do PT afirma que o governo brasileiro está agindo da forma correta. "Eu acho que o governo está agindo certo, o Brasil está agindo certo."Ele respondeu o que faria se estivesse na cadeira do presidente quando ocorreu o atentado: "Eu estaria torcendo para o governo norte-americano pegar logo o culpado pelo terrorismo. Acho que qualquer governo democrático de qualquer país do mundo tem que estar solidário com o povo americano e tem que estar à disposição para que todos os países do mundo façam um esforço muito grande para pegar os culpados".Lula criticou a implantação da Alca, propondo um formato mais parecido com a União Européia. "A política de criação da Alca é de anexação comercial e econômica, o que nós não queremos. Os mecanismos utilizados pela União Européia ao longo da sua criação têm sido mais democráticos, como por exemplo a criação de um parlamento europeu, uma moeda única".Em Lisboa, Lula tira dois dias para descansar. No sábado vai ver o show de Caetano Veloso. No domingo terá um encontro com o núcleo do PT de Lisboa. Os encontros políticos vão começar na segunda-feira: primeiro com o prefeito de Lisboa, João Soares (filho do ex-presidente Mário Soares), depois um almoço com as lideranças políticas dos partidos de esquerda no parlamento português e, durante a tarde, um encontro com o primeiro-ministro Antônio Guterres. Ele volta ao Brasil na terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.