Lula evita fotos ao lado de Dirceu no encontro do PT na Bahia

A imprensa foi impedida de registrar o momento em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva desceu do palanque para cumprimentar o deputado cassado José Dirceu, um dos presentes ao encontro do PT. Seguranças e o próprio mestre de cerimônias convidaram os fotógrafos a deixar o local , permitindo apenas a permanência de assessores do Planalto e jornalistas do PT e do governo da Bahia. O constrangimento do registro do reencontro público, entre o presidente e o seu ex-ministro da Casa Civil, motivou o impedimento. Mesmo do lado de fora, alguns fotógrafos conseguiram registrar a cena. Os 500 petistas que jantaram com Lula para comemorar os 27 anos do PT desembolsaram de R$ 200 a R$ 300 pelos convites. Ouviram broncas do presidente, mas também tiveram direito a mordomias como caixas de cigarrilhas ?Dona Flor? e charutos feitos na hora. Distraído, Lula chamou a governadora do Pará, Ana Júlia Carepa, do PT, de?Ana Júlia Carepeta?. Depois, ao elogiar a democracia no Brasil, cometeu outra gafe. Ao lado dela e dos governadores Jaques Wagner (BA), Marcelo Déda (SE) e Wellington Dias (PI), fez elogios. ?Um país onde é possível um metalúrgico chegar à Presidência, um petroquímico chegar ao governo da Bahia, um advogadozinho ainda meio chumbrega chegar a governador de Sergipe, um bancário chegar a governador do Piauí e uma mulher com a perna quebrada (Ana Júlia) chegar ao governo do Pará só pode ser uma democracia.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.