Lula evita comentar prisão dos envolvidos no mensalão

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva se isentou de tecer comentários sobre a possível prisão dos envolvidos no mensalão pelo Superior Tribunal Federal (STF). Em visita ao Mato Grosso do sul para conversar com lideranças e mostrar apoio à candidatura do senador Delcídio do Amaral (PT) ao governo do Estado, Lula afirmou que preferia "não comentar qualquer decisão da Suprema Corte".

Agência Estado

13 de novembro de 2013 | 20h46

Lembrando que indicou nomes de "vários" ministros que hoje atuam no STF, o ex-presidente afirmou que não vai falar nada a respeito do esquema de propina "enquanto não terminar a votação".

No entanto, sinalizou que após a sentença final, irá falar sobre sua percepção do julgamento. "Eu tenho dito pra todo mundo: quando terminar toda votação sobre o mensalão, aí eu quero falar algumas coisas que eu penso a respeito disso". Lula ressaltou ainda que sempre respeitou as decisões do Supremo enquanto presidente e o continuará fazendo enquanto "cidadão brasileiro". "Quando tomar a decisão, estará tomada a decisão".

Tudo o que sabemos sobre:
mensalãoSTFLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.