Lula está sendo teimoso ao manter política econômica, diz Itamar

O ex-presidente da República e atual embaixador do Brasil na Itália, Itamar Franco, disse que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva "está sendo teimoso" ao insistir na manutenção da atual política econômica. "Quando a pessoa está sendo teimosa e quando essa teimosia começa a prejudicar o cidadão mais pobre, mais humilde, que acreditou nele e votou nele, o presidente deve mudar", afirmou Itamar, ao ser homenageado por deputados da bancada mineira na Câmara dos Deputados, no gabinete do deputado Marcelo Siqueira (PMDB). Ele considerou que, em outras ocasiões, o presidente demonstrou que tem audácia para isso. Itamar lembrou que já foi presidente, governador e senador e que, por este motivo, não pode abandonar suas idéias e convicções, embora ocupe o cargo de embaixador. Ele contou que tem ouvido nas ruas críticas à política econômica do governo e disse que tem o direito e o dever de dizer que, se o norte está errado, não custa alterá-lo. O ex-presidente observou que não se trata de pedir a saída do ministro da Fazenda, Antonio Palocci. "Mas está na hora de substituir a ordem econômica que está sendo imposta a ele. Porque, se o Brasil continuar crescendo a 1% ao ano, vai gerar desemprego e o agravamento do tecido social." O embaixador fez um alerta ao presidente, dizendo que está na hora de Lula ouvir as vozes mais do que roucas das ruas. "O presidente ainda tem muito encanto, mas daqui a pouco essa gente perde a voz", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.