Lula 'está de parabéns' por aumentar tributos, diz Cabral

Governador do Rio diz que presidente 'tinha que tomar essas medidas' para compensar fim da CPMF

FELIPE WERNECK, Agencia Estado

03 de janeiro de 2008 | 19h32

O governador Sérgio Cabral Filho (PMDB) disse hoje que o governo federal "está de parabéns" pelas medidas anunciadas para compensar o fim da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). O aumento de impostos, segundo ele, vai garantir estabilidade econômica e distribuição de renda. "O presidente (Luiz Inácio Lula da Silva) tinha que tomar essas medidas", afirmou.Cabral disse que a responsabilidade fiscal é "absolutamente essencial" desde o primeiro ano do governo Lula. "A tradução é a moeda estabilizada, o País crescendo e os investimentos estrangeiros acontecendo", disse. "No momento em que tiver um desarranjo fiscal das contas públicas, quem paga o preço é o povo brasileiro. Por isso, as medidas tomadas pelo ministro (da Fazenda) Guido Mantega foram ao encontro da responsabilidade fiscal, da garantia da moeda, da estabilidade econômica e do crescimento. Está de parabéns."O governador acredita que os investimentos no Rio previstos no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) serão mantidos. "O presidente já declarou que o PAC está garantido. Aliás, essas medidas para garantir que o investimento ocorra e que não haja desequilíbrio das contas públicas são de alta responsabilidade fiscal."

Tudo o que sabemos sobre:
CPMF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.