Divulgação/04.01.2012
Divulgação/04.01.2012

Lula está animado para voltar à política, diz deputado

Ex-presidente fez a terceira sessão de radioterapia no combate ao câncer

Gustavo Uribe e Daiene Cardoso, de Agência Estado

06 de janeiro de 2012 | 16h20

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se recupera bem das primeiras sessões de radioterapia e tem a expectativa de voltar logo ao cenário político, o que deve ocorrer a partir de março. A informação é do líder do PT na Câmara dos Deputados, Paulo Teixeira, que visitou o petista nesta sexta-feira, 6, após o ex-presidente ser submetido, no Hospital Sírio-Libanês, à terceira sessão de radioterapia no combate a um câncer na laringe, diagnosticado em outubro. "Ele está superbem e mostrou muita animação com a possibilidade de voltar logo", relatou o deputado federal.

Nesta quinta, o ex-presidente recebeu, também no hospital, a visita do ministro da Educação e pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, e, no dia anterior, foi visitado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD). "O tratamento contra o câncer não o impede de fazer política", lembrou uma liderança petista.

Lula chegou ao Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista, às 10h20 e foi submetido, por cerca de vinte minutos, à terceira sessão de radioterapia no combate ao câncer. Na sequência, o ex-presidente recebeu as visitas de um dentista e de um fonoaudiólogo, para evitar o agravamento de possíveis efeitos colaterais do tratamento. O ex-presidente também recebeu hidratação intravenosa, procedimento previsto dentro do cronograma do ciclo de radioterapia, que, ao todo, deve ter duração de seis a sete semanas. As reações mais comuns ao tratamento médico são mucosites, vermelhidão, descamações e inchaço na região do tumor.

A expectativa é de que as sessões de radioterapia sejam finalizadas na véspera do carnaval. A equipe que assessora o ex-presidente trabalha com a perspectiva de que ele participe do desfile da Gaviões da Fiel, cujo enredo deste ano homenageia o petista. Lula deixou o Hospital Sírio-Libanês às 13h45, sem falar com a imprensa.

Tudo o que sabemos sobre:
Lularadioterapia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.