Lula empossa Alfredo Nascimento e anuncia reunião

Ao empossar, hoje, o novo ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não fez qualquer menção às críticas do presidente do PL, Waldemar Costa Neto (partido de Nascimento e do ex-ministro Anderson Adauto), contra o ministro da Fazenda, Antonio Palocci. Em discurso de 20 minutos, Lula anunciou uma reunião que será realizada na próxima sexta-feira, para tentar resolver os gargalos que estão impedindo a conclusão de obras de infra-estrutura. Do encontro deverão participar os ministros da área de infra-estrutura, representantes do Ibama e do Ministério do Meio Ambiente, BNDES e Ministério Público. "Vamos numa ação combinada de todos os ministros ver o que podemos fazer para a coisa funcionar", afirmou. Lula disse que Nascimento estava assumindo uma pasta difícil, já que a demanda é sempre superior aos recursos disponíveis. Ele ressaltou também que o setor de transporte é "vital e prioritário" para a retomada do crescimento e aumento das exportações. O presidente citou várias vezes o nome do ex-ministro Anderson Adauto, que não participou da cerimônia, e aconselhou os empresários e políticos presentes a comparecerem à transmissão de cargo, na qual Adauto participará. "É importante não apenas prestigiar o ministro que entra, mas também agradecer ao ministro que sai", disse. Lula disse que Nascimento terá liberdade total para montar sua equipe e dar continuidade aos projetos do Ministério. Segundo o presidente, o novo ministro "terá o desafio de fazer com que as coisas comecem a andar?. Nascimento, em seu discurso, disse que está animado em continuar o trabalho e afirmou que as estradas, ferrovias e portos não podem ser entraves ao desenvolvimendo do País".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.