Lula: em MS, 99% de donos de terra teriam de votar no PT

Em tom de crítica, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira, 22, em Campo Grande (MS), que os produtores rurais da região deviam agradecer ao governo do PT e apoiá-los nesta reta final das eleições.

ERICH DECAT E JOSÉ MARINA TOMAZELA, ENVIADOS ESPECIAIS, Estadão Conteúdo

22 de outubro de 2014 | 21h53

No Estado, parte dos ruralistas contesta a atuação da candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), no setor. "Em Mato Grosso do Sul, 99% dos proprietários de terra deveriam votar no PT. Antes de o PT chegar à Presidência o que a gente via era fila de fazendeiro em Brasília, protesto todo ano, para negociarem uma maldita dívida que depois não podiam pagar", afirmou Lula, após participar de uma carreata em um bairro popular da capital, ao lado do candidato ao governo local, Delcídio Amaral (PT).

Lula ressaltou ainda o fato de o governo do PT ter incentivado o consumo de produtos agrícolas por meio de programas sociais como o Bolsa Família. Em um segundo momento, ele afirmou que os grande proprietários gostam de ser "enganados" ao se referir ao apoio do setor ao candidato presidencial do PSDB, Aécio Neves.

"De vez em quando acho que eles gostam de sofrer, gostam de ser enganados. Os ruralistas sabem que o tucano não fez outra coisa a não ser vender patrimônio público. Não queremos comer carne de segunda. Nós ensinamos o povo a andar de cabeça erguida e até domingo os (ruralistas) vão contar até 10 e pensar em quem votar", ressaltou o petista.

Após a carreta, Lula deve participar ainda na noite de hoje de um comício no popular Aero Rancho.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesMSLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.