Lula, em Cuba, encontra Raúl Castro para assinatura de atos

Governo brasileiro anuncia série de linhas de crédito e investimentos de cerca de US$ 900 milhões

Rosana de Cassia e Vera Rosa, de O Estado de S. Paulo,

15 Janeiro 2008 | 09h44

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está em Cuba, toma café da manhã, nesta terça-feira, 15, com o presidente da Assembléia Nacional, Ricardo Alaercón. O encontro com o vice-presidente de Cuba, Raúl Castro, está marcado para às 10 horas (horário local).  Um possível encontro com o presidente Fidel Castro, afastado por problemas de saúde, não foi agendado. Está previsto apenas um encontro privado com Raul Castro, no Palácio da Revolução, e assinatura de atos.  O governo brasileiro vai anunciar uma série de linhas de crédito e investimentos em Cuba que, somados, chegarão próximo a cifra de US$ 900 milhões. Um dos acordos é com a Petrobrás, para exploração e produção de petróleo no Golfo do México.  Haverá também aumento da linha de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para Cuba comprar alimentos. O pacote de investimentos inclui, ainda, obras de infra-estrutura viária, como estradas e pontes, remodelação da rede hoteleira, financiamento para a indústria farmacêutica, exportação de tecnologia para fábrica de níquel e construção de uma fábrica de lubrificantes pela Petrobrás. Lula almoçará na embaixada brasileira em Havana, e visitará em seguida, antes de embarcar para o Brasil, o Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia (CIGB) e a Escola Latino-Americana de Medicina (ELAM). O embarque de retorno do presidente Lula está previsto para as 19 horas (hora local).

Mais conteúdo sobre:
LulaCubaPetrobrasFidel Castro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.