Lula elogia "autonomia" e trabalho de João Paulo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva destacou no fim da manhã desta quinta-feira a importância do Congresso, em especial do presidente da Câmara, João Paulo Cunha, na aprovação de projetos de interesse do governo, nos últimos dois anos. Em discurso na cerimônia de sanção da Lei que institui a Parceria Público-Privada, Lula elogiou "a autonomia" e o trabalho de João Paulo. "Se fizermos uma retrospectiva nestes últimos dois anos vamos constatar que votamos coisas consideradas até então impossíveis de serem votadas, que estavam no Congresso há 12 ou 13 anos", afirmou. "O Brasil começa a acreditar em si mesmo e dar passos necessários", acrescentou o presidente. Segundo ele, João Paulo Cunha poderá, neste fim de ano "encostar a cabeça no travesseiro e dormir o sono dos justos". "Poucas vezes a Câmara teve um presidente que tratou com carinho, não o carinho falso da política, mas carinho de encostar o rosto, de apertar a mão às coisas do País. E você fez isto com maestria, João Paulo", disse Lula ao presidente da Câmara, presente à cerimônia. Lula afirmou ainda que o País estava acostumado a ler nos jornais notícias de uma guerra entre o Poder Executivo e o Legislativo. "O que aconteceu nestes últimos dois anos é que a Câmara, presidida por João Paulo, e o Senado, presidido por Sarney (José Sarney), em nenhum momento faltaram com os interesses da nação brasileira e os objetivos traçados pelo nosso governo", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.