Lula eleva mínimo para R$ 350 em abril e corrige IR em 8%

O líder do PSB na Câmara, deputado Renato Casagrande (PSB-ES), confirmou, ao sair da reunião dos líderes partidários com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto, que o acordo do governo com as centrais sindicais estabelece o valor de R$ 350,00 para o salário mínimo, a partir de 1º de abril, e o reajuste de 8% na tabela do IRPF. De acordo com o líder do PSB, o novo valor do salário mínimo "recupera o valor real do piso de 1980".Ele disse que o impacto do novo valor do salário mínimo - de R$ 350 a partir de abril - e do reajuste da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) será de R$ 7,6 bilhões. Desse total, segundo o líder, R$ 6,6 bilhões serão gastos somente com o pagamento do mínimo. O restante, R$ 1 bilhão, é o custo da renúncia fiscal que a União terá com o reajuste da tabela do IRPF.A informação também foi confirmada pelo presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, ao chegar para a reunião dos dirigentes das centrais sindicais com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto. "Hoje, nós viemos apenas para posar para foto", afirmou Paulinho.Perguntado sobre as dificuldades de muitos municípios para pagarem o mínimo de R$ 350,00, ele disse que aquelas que não conseguirem pagar nem esse valor "têm que fechar". "É melhor que essas cidades se incorporem a outras maiores", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.