Lula eleva benefícios do Bolsa Família em 8%

O presidente Luiz Inácio Lula daSilva concedeu reajuste de 8 por cento no valor dos benefíciosdo Bolsa Família, informou nesta quarta-feira o ministro doDesenvolvimento Social, Patrus Ananias. O aumento, segundo o ministro, compensa o impacto da altados alimentos e terá início em julho. Ele não foi claro sobre oefeito nas contas do ministério. Disse apenas que osinvestimentos no programa passam de 10,5 bilhões de reais para10,9 bilhões de reais. O ministro havia levado ao presidente Lula pedido dereajuste de 6 por cento, que seria o índice próximo à alta dainflação nos últimos 12 meses correspondente ao período desde oaumento anterior, realizado em julho do ano passado. "Foi uma decisão tomada pelo presidente e foi realizadaouvindo a área econômica e a Casa Civil, considerando aresponsabilidade fiscal. Queremos manter a estabilidadeeconômica do país e o controle da inflação", disse Patrus. O aumento será concedido menos de quatro meses antes darealização das eleições municipais. "Nós não podemos condicionar os direitos básicos ao períodoeleitoral. Ocorreu o aumento dos alimentos e as pessoas pobres,como diz o presidente Lula, não serão penalizadas", reagiuPatrus. O Bolsa Família atinge 11,1 milhões de famílias ou 45milhões de pessoas. Os benefícios variam de 18 a 172 reais por mês que sãopagos a famílias com renda per capita de até 120 reais. (Reportagem de Carmen Munari)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.