Lula: é mais fácil governar para pobres que para ricos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje em Maceió que é mais fácil cuidar dos pobres do que dos ricos no Brasil. "Não tem coisa mais fácil do que cuidar de pobre, no Brasil. Com dez reais, o pobre se contenta; rico não, por mais que você libere, quer sempre mais, nunca se conforma", afirmou o presidente em seu discurso, durante a inauguração de obras de urbanização da orla das praias de Ponta Verde e Jatiúca.

RICARDO RODRIGUES, Agencia Estado

14 de julho de 2009 | 20h34

Orçadas em cerca de R$ 5 milhões, sendo R$ 3,6 milhões do governo federal e o restante em contrapartida da prefeitura de Maceió, as obras estão sendo questionadas pelo Ministério Público Federal, que ameaça entrar na Justiça com uma ação por danos ao meio ambiente porque as ciclovias foram construídas em terrenos de Marinha, sem o devido estudo de impacto ambiental. O prefeito de Maceió, Cícero Almeida (PP), disse que "essa iniciativa deve ter partido de gente que não conhece e não gosta de Maceió".

Em seu discurso, além de agradecer os recursos liberados pelo governo federal para Maceió, Almeida fez questão de elogiar a ministra Dilma Rousseff, virtual candidata à presidência da República em 2010. Além disso, Almeida disse que tem pouco estudo. "Sou apenas um simples matuto, trabalhador, mas como o presidente Lula, aprendi muito na universidade da vida", afirmou Almeida, que é radialista e forrozeiro.

A ministra fez um discurso rápido, falou do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), da importância de obras como saneamento básico para as cidades do Nordeste e destacou a importância da parceria com prefeitos para melhorar os indicadores sociais dos municípios.

Tudo o que sabemos sobre:
Lulagoverno Lula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.