Lula e Dirceu não comentam denúncia, diz presidente da Firjan

O presidente da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, esteve reunido no início da noite com o presidente Lula e o ministro da Casa Civil, José Dirceu, no hotel Glória, onde o PT está comemorando 24 anos, e disse que os dois não comentaram as denúncias envolvendo o assessor demitido de Dirceu, Waldomiro Diniz.Gouvêa disse apenas que considera "natural" que ocorram denúncias de corrupção no governo. "O presidente Lula comanda uma máquina administrativa gigantesca. Num grupo tão grande de colaboradores é evidente que pode haver desvios de um funcionário ou outro. O importante é que as medidas cabíveis já foram tomadas e a punição administrativa será aplicada", afirmou.O presidente da Firjan disse que a audiência com Lula foi apenas para tratar apenas de uma "agenda positiva" para promover o crescimento do Estado do Rio. Segundo ele, o presidente Lula se comprometeu a envolver diretamente na campanha para atrair a realização das Olímpiadas de 2012 sejam realizadas no Rio de Janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.