Lula e Bush trocam elogios

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, recebeu o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva falando da importância que os EUA dão ao Brasil no futuro das Américas. ?O Brasil é uma parte incrivelmente importante das pacíficas e prósperas Américas do Norte e do Sul. Posso dizer que, para os Estados Unidos, esta relação é vital, importante e crescente?, disse Bush.Bush destacou que este não é o primeiro encontro com Lula. Eles já estiveram juntos por três vezes, a última delas, em dezembro, quando Lula se preparava para assumir o governo, em meio às incertezas e expectativas de Washington sobre sua origem sindical e esquerdista. Bush disse ainda que ?Lula tem demonstrado em seu governo de seis meses que é um político pragmático, disposto à abertura internacional, ao desenvolvimento empresarial, à promoção do comércio e à luta contra a corrupção e a fome em seu país?. ?Pessoalmente, estou impressionado com a visão do presidente do Brasil. É um homem que tem claramente profundas preocupações com todo o povo brasileiro?, afirmou Bush.Ao referir-se às reuniões de trabalho agendadas entre autoridades dos governos de Washington e Brasil, George W. Bush destacou: "Hoje, os povos de nossos países verão uma série de iniciativas em várias frentes que indicarão que nossa relação é madura e importante".Relação sinceraLula respondeu a Bush lembrando que ao retornar ao Brasil de seu primeiro encontro com o presidente americado, em 10 de dezembro, disse: ?Tenho certeza que o Brasil e os Estados Unidos têm a possibilidade de cultivar uma relação mais proveitosa?. E completou: ?E esta relação, se criou sobre uma base de sinceridade entre os povos e sobre a confiança que os dirigentes devem ter, e não apenas sobre a montagem de um espetáculo para a imprensa e o mundo?, disse. "Sem duvida nenhuma - acrescentou - acho que nós poderemos surpreender o mundo com essa relação Brasil-Estados Unidos".A exemplo de Bush, Lula também destacou o fato de o encontro de hoje ser o terceiro entre ambos. "Acho importante que nesse terceiro encontro fique claro para as opiniões públicas americana e brasileira que as relacões entre Brasil e Estados Unidos são muito fortes e muito antigas", disse o presidente brasileiro."O Brasil é e poderá continuar sendo um grande parceiro dos Estados Unidos", ressaltou Lula, afirmando que ambos os países têm muito em comum. Ele insistiu que essa parceria tenha com base a confiança entre seus dirigentes e avaliou que o encontro de hoje tem sua importância não apenas no fato de reunir os dos presidentes, mas também os integrantes de ambos os governos."Os nossos ministros continuarao trabalhando, apesar de nós", disse Lula ao avaliar que, independentemente, das negociações entre os dois presidentes, representantes dos dois governos já têm uma agenda de trabalho e cooperação para implementar. ConviteLula encerrou seu discurso convidando Bush a visitar o Brasil, "para que possa ter a a dimensão de que o País, além do carnaval e além do futebol, tem coisas maravilhosas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.