Lula é antidemocrático e arrogante, afirma presidente do PSDB

Lula é antidemocrático e arrogante, afirma presidente do PSDB

Deputado Sérgio Guerra considerou "desequilibrada" a declaração do ex-presidente de que avalia se candidatar em 2014 para não deixar um tucano voltar à Presidência

do estadão.com.br

01 de junho de 2012 | 10h37

O presidente do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), classificou como "antidemocrática" a declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que não pode "deixar que um tucano volte a governar" o Brasil. "Primeiro é uma demonstração antidemocrática. Segundo, de profunda arrogância. Terceiro, de total desequilíbrio", rebateu o tucano, em entrevista à Rádio Estadão ESPN, na manhã desta sexta-feira, 1º.

 

Durante sua participação no programa do Ratinho, exibida ao vivo na noite dessa quinta-feira, 31, Lula afirmou que será candidato ao governo federal em 2014 apenas se a presidente Dilma Rousseff não se reeleger. E completou: "Não posso deixar que um tucano volte a governar." Para o presidente do PSDB, não cabe a Lula decidir quem governa o País. "É questão de quem vota", diz Sérgio Guerra.

 

O tucano afirmou ainda que as declarações de Lula são uma tentativa "desequilibrada" de atingir o partido. "O presidente tem feito o que está ao seu alcance. Até procurar ministro do Supremo para limpar a barra de seus companheiros. Todos criminosos. O que ele tem feito é isso, jogar baixo contra nós. Com essa absoluta falta de normalidade, de equilíbrio. [É uma] ação desequilibrada de um homem público que só tem feito bobagem", disse, fazendo menção às trocas recentes de acusações entre Lula e o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, que diz ter sido pressionado pelo petista a atrasar o julgamento do mensalão.

 

No programa do Ratinho, Lula evitou falar sobre esse episódio. "Não tenho interesse em falar nisso, enviei uma nota (…) quem acusou que explique", disse.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
lulaprograma do ratinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.