Lula e aliados terão nova reunião sobre mínimo

O presidente Luis Inácio Lula da Silva acertou com os líderes aliados uma nova reunião para tratar do salário mínimo. A data será mais próxima da votação da medida provisória na Câmara. Segundo o líder do PMDB, José Borba, os líderes e o presidente avaliaram que R$ 10 a mais na mão de quem ganha um salário mínimo alteraria pouco e que o efeito maior seria concentrar esses recursos para investimentos e geração de empregos. O presidente, segundo o líder do governo na Câmara, Professor Luizinho, deixou claro que o aumento do mínimo para R$ 260 foi o "limite do possível".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.