Lula diz que 'voltou a voar outra vez'

Ex-presidente afirma intenção de voltar a viajar pelo País para se posicionar sobre temas relevantes

Ricardo Leopoldo, O Estado de S. Paulo

29 de agosto de 2015 | 15h22

SÃO PAULO- O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que "voltei a voar outra vez", ao dizer que vai se pronunciar e viajar mais pelo País a fim de se posicionar sobre temas relevantes ao Brasil. "Eu estava quieto, mas agora vou falar mais. A direita falava que o Lula estava morto", disse Lula. Ele destacou que por cinco anos ficou em silêncio porque era o comportamento adequado, a fim de dar espaço natural para o governo de sua sucessora, a presidente Dilma Rousseff. 

"Quando alguém se sente insubstituível, está nascendo dentro dele um ditador", disse. Ele até brincou com o ex-presidente do Uruguai José Alberto Mujica ao afirmar para ele que deveria ficar quieto, pois agora em seu país o presidente é Tabaré Vázquez. 

"Como tenho as costas largas, vou ver se eles dão um pouco de sossego para Dilma", disse. "Eu estou naquela fase de quem está esperando a aposentadoria, mas não me deixam em paz", contrapôs Lula. "Mas os adversários falam no meu nome todo o santo dia", destacou o ex-presidente. E, logo em seguida, ele encerrou seu discurso com a frase que para várias pessoas no auditório foi interpretada como senha de que ele poderá ser candidato a presidente em 2018. "Eu voltei a voar outra vez."

Candidato. Questionado pela Broadcast se era candidato a presidente para 2018, o ex-presidente disse que “é candidato a consolidar a democracia no Brasil”. 

Ele fez o comentário ao final de evento ocorrido em São Bernardo do Campo, enquanto era ovacionado por simpatizantes e políticos, que pediram explicitamente sua volta ao Palácio do Planalto. Ao descer do palco onde aconteceu sua palestra,Lula sorria. Ele abraçou cerca de 20 pessoas até sair do auditório lotado, com cerca de 1,7 mil presentes.  

Tudo o que sabemos sobre:
Lulaviagens2018

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.