Lula diz que 'trabalhará' para unir base aliada em 2010

Durante coletiva na África, presidente diz que as eleições presidenciais devem ser preocupação da oposição

LEONENCIO NOSSA, Agencia Estado

18 Outubro 2007 | 19h54

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira, 18, que vai "trabalhar" para unir a base aliada na sucessão de 2010. Em entrevista na capital de Angola, Luanda, ele se esquivou de responder se vai se licenciar para ajudar o candidato da base aliada. "Quem deve se preocupar com 2010 é a oposição", afirmou. "Não consigo prever o que vou fazer em 2008, como vou saber o que irei fazer em 2010?" A uma pergunta se a base aliada vai estar unida na disputa, Lula respondeu que sim. Também disse que a presença dele nos palanques vai depender da conjuntura política. "Se o governo estiver bom, todo mundo vai querer o governo no palanque. Se estiver mal, vão desconvidar", afirmou.  

Mais conteúdo sobre:
Base aliada eleições 2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.