Lula diz que reunirá ministros antes de encerrar gestão

Segundo fonte, o último encontro deve ocorrer após as eleições, entre novembro e dezembro

Leonardo Goy e Célia Froufe, de O Estado de S.Paulo,

10 de agosto de 2010 | 10h38

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva iniciou na manhã desta terça-feira, 10, a reunião ministerial anunciando que, até o final de sua gestão, ainda haverá pelo menos mais um encontro de despedida. Segundo uma fonte do governo, o último encontro deverá ocorrer após as eleições, entre novembro e dezembro. Ao todo, há 37 pessoas na reunião de hoje, fora o presidente, o vice José Alencar e assessores.

O encontro, o 26ª do governo Lula e terceira deste ano, começou por volta das 10h, com uma hora de atraso. Apenas três ministérios enviaram ministros interinos e não os titulares. São eles: o das Comunicações, representado pelo secretário executivo, Fernando Rodrigues Lopes Oliveira; o Gabinete de Segurança Institucional, representado por Antônio Sérgio Geronel; e a Secretaria de Direitos Humanos, que enviou como representante o secretário executivo, Rogério Sottilli.

O principal foco do encontro de hoje é cobrar empenho dos ministros na reta final do governo. O temor do presidente é de que o clima de "está acabando" possa atrapalhar o desempenho dos ministros nos últimos quatro meses de mandato.

Tudo o que sabemos sobre:
governoLulaministrosreunião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.