Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Lula diz que queda de juro tem de ser medida permanente

Na terceira reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que a redução dos juros só pode ser determinada quando se configurar um quadro que permita que seja uma medida permanente e o governo não tenha que voltar atrás. "É como na casa da gente, cada coisa tem seu tempo", afirmou o presidente, conforme relato de alguns conselheiros. Lula voltou a pedir paciência a todos para a condução da política econômica. Conforme relato dos participantes da reunião, o presidente lembrou que embora o governo só tenha cinco meses, muitos cobram como se já estivesse há muitos anos no posto. "Uma criança leva nove meses para nascer e o governo só tem cinco meses", disse. Ele afirmou que ainda há muito a fazer e que aos poucos estão sendo criadas as condições para tomar outras medidas, como uma possível redução da taxa de juros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.