Lula diz que PT cometeu erros, mas é o mais ético e moral

Sem usar camiseta, boné nem broche doPT, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou neste sábadoque o partido cometeu erros que serão apurados e que osacusados pelo mensalão que forem considerados culpados pelaJustiça terão que pagar. Ainda assim, não negou companheirismocom os envolvidos no esquema e disse que entre todos ospartidos, o PT é o mais ético. "Quem errou estará subordinado às mesmas leis, às mesmasregras que os 190 milhões de habitantes deste país", disse Lulaem mensagem de uma hora ao 3o Congresso Nacional do PT. "Na política não podemos perder a sensibilidade, ocompanheirsmo, quando a gente está vivendo um momento difícil",completou, evitando o termo "solidariedade". Mesmo admitindo erros, ele elogiou o comportamento dopartido ao afirmar que "é verdade que os erros existiram eprecisam ser apurados, mas ninguém tem mais autoridade moral eética do que o PT". Lula também sinalizou aos integrantes do partido que seusucessor na Presidência não deve ser necessariamente do PT,manifestação que foi feita por muitos petistas de alto escalãona abertura do evento na véspera. "Disse e reafirmo que passarei a faixa presidencial parameu sucessor no dia 1o de janeiro de 2011, lutarei no entantopara que o futuro presidente seja alguém identificado com nossoprojeto, capaz de dar continuidade e profundidade à obra quenós iniciamos", afirmou, acrescentando que tanto o PT como osaliados que formam a coalizão de governo têm nomes para asucessão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.