Lula diz que prefere não ver a final da Copa na África do Sul

Presidente tem presença confirmada no evento pela Fifa, mas indica que quer voltar ao Brasil antes da final.

Pablo Uchôa, BBC

08 Julho 2010 | 09h18

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira que, se puder, prefere não assistir à final da Copa do Mundo em Johanesburgo no próximo domingo, apesar de ser presença confirmada no evento pela Fifa.

Lula, que viaja à capital sul-africana para lançar a Copa do Mundo de 2014, disse que sua agenda agora dependerá de conseguir acomodar os diversos compromissos que tem em relação ao próximo mundial de futebol.

"Se a gente resolver todo o problema (os compromissos) hoje e amanhã, depois eu vou decidir se ficarei ou não", disse Lula.

Entretanto, questionado diretamente por um jornalista sobre se quer ou não estar no estádio para ver Holanda x Espanha, Lula não deixou dúvidas.

"Olha, eu acho que nem eu e nem você", disse o presidente.

As declarações foram dadas em Lusaka, capital da Zâmbia, o quinto país em um giro de seis nações africanas que o presidente iniciou no fim de semana passado. A próxima escala na viagem é Johanesburgo.

Lula chega a Johanesburgo nesta quinta para participar do lançamento da logomarca oficial da Copa do Mundo de 2014, que será realizada no Brasil.

"Amanhã (sexta-feira) eu tenho uma viagem de chefe de Estado, é um dia normal na África do Sul, tem uma reunião do governo. Eu faria meu compromisso de chefe de Estado na sexta-feira e voltaria na sexta à noite ou no sábado de manhã", disse Lula.

O presidente tem dito que está desapontado com a eliminação do Brasil na Copa do Mundo. Para completar, todos os outros times do Mercosul - Argentina, Uruguai e Paraguai - também já foram derrotados.

Restaria a Lula assistir à final entre o time carrasco do Brasil, a Holanda, e a Espanha.

Entretanto, o presidente não quer fazer desfeitas com a Fifa nem com os anfitriões, as autoridades sul-africanas.

"Vai depender muito do que me disser o (presidente da África do Sul, Jacob) Zuma, o (presidente da CBF), Ricardo Teixeira, o ministro dos Esportes (Orlando Silva)."BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.