Lula diz que nunca deixará política e quer fazer sucessor

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou na Espanha, em entrevista ao jornal El País, que não pretende nunca deixar a política. Apesar de dizer mais uma vez que não pensa em se candidatar a um terceiro mandato, ele afirmou que quer chegar a 2010 com forças suficientes para fazer seu sucessor. "Quero contribuir na eleição do meu sucessor. E, quando deixar a presidência, tenha certeza que não vou fazer nenhum comentário sobre o governo.""Quero trabalhar para que em 2010 quem seja candidato a presidente possa me convidar para subir com ele aos palanques. Porque, quando os presidentes estão mal, ninguém quer citar seus nomes", afirmou. "Não vou deixar a política porque a política está em mim há muitos anos. O que vai acontecer depois, falta muito tempo. É uma ilusão e eu não vivo com ilusões", disse. "Se estiver vivo em 2014, vou dar graças a Deus. O resto, vamos ver".Lula foi perguntado, também, como se sentia tendo três ministros do seu governo e parte da cúpula do PT sendo acusadas de corrupção. "Muito tranqüilo", disse o presidente. "Em primeiro lugar, porque estamos exercendo a democracia em sua plenitude. Houve uma denúncia, independentemente de eu estar ou não de acordo com ela, houve um processo dentro do Congresso Nacional, foi enviado ao ministério público e ao Supremo Tribunal Federal. Até agora ninguém foi absolvido e ninguém foi considerado culpado."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.