Lula diz que não tem direito de ficar nervoso com cobranças

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje não tem o direito de ficar nervoso e que precisa permanecer "Lula paz e amor" para as coisas darem certo no País. "Nós (políticos) não temos porque achar ruim quando somos cobrados. Quando passo em frente a manifestações, penso em quantas já fiz e nem tenho o direito de ficar nervoso", afirmou.Ele participou na manhã desta segunda-feira da cerimônia de abertura da Semana Nacional pela Cidadania e Solidariedade. Em discurso de improviso, o presidente sugeriu a criação de uma espécie de "Oscar dos pobres". A premiação, explicou ele, seria uma maneira de aferir e premiar personalidades, entidades e políticas públicas que estejam sendo feitas de maneira a atingir as metas do milênio, estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU). Lula já deixou o Memorial da América Latina, na zona Oeste de São Paulo e viaja logo mais para Salvador (BA).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.