Lula diz que não pode atender pedido dos governadores

Na mesma linha do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje aos líderes dos partidos aliados que o governo não tem como atender aos governadores e liberar R$ 9 bilhões para compensar as perdas de receita com a lei Kandir que isenta de ICMS as exportações de produtos primários e semiprimários. "Nem pensar", teria dito Lula, segundo a líder do PT no Senado, Ideli Salvatti (SC). Pelo raciocínio do presidente, não há condições financeiras para atender ao pleito e que, por isso, os governadores e o Congresso devem trabalhar para aprovar a reforma tributária no ano que vem. Uma das prioridades de Lula para 2005 será resolver o problema das ferrovias no País, adotando medidas a exemplo do que aconteceu com o setor portuário. "O presidente apontou o setor ferroviário como questão central", disse a senadora Ideli.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.