Lula diz que governo se dedicará à reforma agrária

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que seu governo vai se dedicar, neste segundo semestre, a "resolver" o problema da reforma agrária no País. Em discurso no 3.º Seminário Brasileiro de Agricultura Familiar, o presidente disse que a reforma será feita sem pressa, dentro das possibilidades do governo, e reafirmou sua convicção de que, para realizá-la, não é preciso haver violência. "Num país do tamanho do Brasil, não existe nenhuma explicação para que se tenha qualquer ato de violência, seja de que lado for", afirmou. Segundo Lula, será feito uma levantamento criterioso das terras disponíveis no País e da possibilidade de o governo aproveitá-las para fins de reforma agrária. O presidente reafi rmou, em seu discurso, que dá importância aos dois tipos de agricultura - a familiar e a empresarial. Afirmou ser ele o presidente "que mais fez pela agricultura familiar" no Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.