Lula diz que fará campanha para Dilma 'após expediente'

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em entrevista ao programa Canal Livre, que foi ao ar ontem pela TV Bandeirantes, que durante o exercício de presidente da República não tem candidato. Mas que fará campanha para a pré-candidata do PT e ex-ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, "depois do horário de expediente".

AE, Agência Estado

05 de abril de 2010 | 10h34

"Vou para a rua fazer comício. Vou de sábado e domingo para fazer comício", avisou. "Tratarei todos (os candidatos) com igualdade de condições. Mas tenho candidato, porque tenho partido, e vou apoiá-la", continuou.

Lula disse também estar "convencido de que Dilma vai ser presidente do Brasil", mas que ela "vai ter de trabalhar". Indagado sobre a performance nas pesquisas do adversário da petista, o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB), Lula lembrou das três disputas à Presidência que perdeu antes de assumir o cargo. "Não assusta", resumiu. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoPTLulaDilma Rousseffcampanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.