Lula diz que encerra reforma ministerial na próxima semana

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou aos partidos aliados nesta quinta-feira, 15, durante a reunião do Conselho Político que a reforma ministerial será concluída na semana que vem. A informação foi confirmada pelo líder do governo na Câmara, deputado José Múcio Monteiro (PTB-PE).Nesta sexta-feira, 16, devem tomar posse os ministros José Gomes Temporão, da Saúde, Tarso Genro, da Justiça, e Geddel Vieira Lima, da Integração Nacional. A posse do novo titular da Agricultura, Odílio Balbinotti, foi adiada para a próxima semana.Ao sair da reunião desta quinta-feira, o presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), disse que "tudo indica" que a ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy (PT) deve assumir o Ministério do Turismo.De acordo com Berzoini, Lula continua buscando um empresário para ocupar o cargo de Luiz Fernando Furlan no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O presidente do PT não descartou a possibilidade de o presidente nomear o atual ministro do Turismo, Walfrido Mares Guia, para o posto.Porém, pouco antes, o líder do PDT na Câmara, deputado Miro Teixeira (RJ), que também participou da reunião, disse que Tarso, atual ministro das Relações Institucionais, havia confirmado Mares Guia como seu sucessor na pasta e o presidente do PDT, Carlos Lupi, como ministro da Previdência. Berzoini disse ainda que Paulo Vanucchi será mantido na Secretaria Especial de Direitos Humanos. Segundo ele, a reunião entre Lula e os representantes dos partidos aliados terminou sem uma definição acerca do Ministério do Desenvolvimento Agrário.Também nesta quinta-feira, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou que Lula está definindo a nova composição do Ministério "a seu tempo". Ela reiterou que a substituição do ministro Luiz Carlos Guedes Pinto, na pasta da Agricultura, só será oficializada na próxima semana.(Com informações da agência Reuters)

Agencia Estado,

15 de março de 2006 | 13h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.